quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Gre-Nal

Há alguns dias, padecendo na fila de uma agência bancária, fiquei ouvindo a conversa entre um cliente e o caixa que o atendia, ambos colorados, obviamente. O cliente comentava que não entendia como os gremistas podiam idolatrar o DVD da “Batalha dos Aflitos”, já que mostrava o time no rebaixamento. Afirmou ainda que teria vergonha de tal DVD se seu time estivesse naquela situação. O caixa concordou. Após, se despediram, afirmando serem “Campeões de tudo”.

Perguntado sobre minha opinião, afirmei que não entendia o orgulho dos colorados em conquistar a Copa Sul-Americana, já que os clubes brasileiros jogam com os reservas por serem obrigados a jogar. Ninguém quer ganhar a referida copa, que não leva a lugar nenhum. Perguntei ainda em que rodada o Internacional tinha desistido do Campeonato Brasileiro, por não ter mais chances de ganhar mais nada. Seria esse o orgulho dos colorados? Desistir de um torneio realmente importante, no qual não teria chance alguma, para vencer um torneio sem importância, que nenhum time brasileiro quer jogar? Quase fui linchado. Mas saí feliz.

No fundo, se formos pensar, é tudo uma enganação. Quantas armações, combinações, negociações ocorrem no mundo do futebol? Quantos jogadores afirmam seu amor eterno pelo clube uma ou duas vezes por ano, mas a cada vez em um clube diferente? Enquanto isso, nós, os torcedores, ficamos discutindo, às vezes até brigando por algo que não nos leva a lugar algum. Talvez devêssemos ter a mesma determinação para discutir questões mais importantes da vida em sociedade, para defender as vítimas de injustiças, para mudar a vida dos desfavorecidos. Mas temos pão e circo, ainda que o pão esteja cada vez mais escasso, e o circo não esteja tão engraçado. Assim vamos. Até a pé, iremos!

20 comentários:

greatdj disse...

Parece que questões importantes nunca são discutidas no Brasil.
Uma vez, conversávamos sobre futebol e falei: "Futebol não me interessa, enqto a gente conversa, os jogadores que ganham dinheiro."
E é verdade.
È só um esporte e que muitas pessoas levam muito mais a sério do que a sociedade, o próximo e a vida alheia.

Raii disse...

às vezes o que tem que se dar importância é deixado de lado!
Por isso que no meu blog já coloquei assuntos como esse em pauta!

Prof. Pedro Rangel disse...

Greatdj, concordo com vc, é só um esporte! É claro que eu me interesso, discuto, torço, mas é necessário não perder a noção das coisas...
Raii, vou dar uma olhada no seu Blog. Comentarei lá.

Déda disse...

Bom... Se discutir futebol é bom ou não, isso é subjetivo, particularmente, sei q somos sim Campeões de Tudo. Claro que para nós colorados não cabe a segundona!!! Agora, qto aos problemas sociais... entrará e sairá ano, eles vão sempre estar em pauta, mas prefiro ir de carro!

Prof. Pedro Rangel disse...

Hehehehehe, Déda, achei ótima essa estratégia de marketing do Internacional!
Realmente "Campeão de tudo" foi uma grande sacada. Um tanto forçada, mas excelente do ponto de vista publicitário.
Em relação aos problemas sociais, espero que consigamos tentar resolvê-los com tanta ênfase quanto discutimos futebol, hehehhe.
Grande abraço e Feliz Natal!

Bonita...Confissões disse...

Finalmente, alguém coerente! Rss...

Enquanto a maioria se descabelam, brigam e tudo mais, por um time de futebol, os jogadores só tem paixão por dinheiro e fama!

Feliz Natal!

Prof. Pedro Rangel disse...

Flavianna, vejo que somos dois coerentes! Estou lendo algumas coisas em seu Blog. Muito interessante também! Grande abraço e Feliz Natal!

[Pulga] Anderson Ferreira disse...

Enfim... Perdão se é internacional ou gremista mas... Eu sou hexa desdos 6 anos, rsrs - sério, não sou de moda.


Enfim, falando politicamente do futebol, acho que teriam que dar menos incentivo a tal coisa. Quantas pessoas se matam fazendo doutorado e não tem emprego enquanto pessoas que nem sabem ler ou escrever ganham milhões ?

"
Enquanto a maioria se descabelam, brigam e tudo mais, por um time de futebol, os jogadores só tem paixão por dinheiro e "[2]


enfim, rogerio ceni joga pelo sampa e nao pelo dinheiro.

__X__ Saudação


http://mund0urban0.blogspot.com/

Prof. Pedro Rangel disse...

Anderson

Sou gremista. Realmente, acho que deveria haver menos incentivo ao esporte, mas se formos analisar, o que dá mais Ibope para os meios de comunicação: alguém com curso superior, mestrado, doutorado, pós-doutorado, ou um jogador que mal aprendeu a falar, mas que faz um gol que rende milhões ao clube e aos meios de comunicação? É um círculo vicioso: quando mais dá lucro, mais aparece, e quanto mais aparece, mais dá lucro!

Em relação ao Rogério Ceni, dá a idéia ao São Paulo de deixar o salário dele, digamos, em R$ 25.000,00! É um salário maravilhoso num país como o Brasil! Quero ver quando tempo dura o amor e a dedicação dele! É fácil dizer que tem amor ao clube, quando este cobre as propostas salariais de quem faz a oferta de compra. É preciso não ser inocente!
Grande abraço!

Menino Poeta disse...

belo o seu post!!! qualse não curto muito futebol!!!

Prof. Pedro Rangel disse...

Menino Poeta, eu curto futebol, mas às vezes me questiono até que ponto estou me alienando quando acabo colocando-o na frente de outras questões mais relevantes.
Abraços!

Meg disse...

concordo com tudo o que vc falou. Até a Copa de 98, eu era fanática por futebol, mas fiquei tão traumatizada com aquele episódio que nunca mais me importei tanto.

Futebol pra mim hj resume-se a assistir de vez em quando qq time jogando só para passar o tempo, já que aprecio o esporte.

Feliz Natal!

Prof. Pedro Rangel disse...

Meg, há muitos episódios, envolvendo times e seleções, não só no futebol, mas principalmente nele, que é o mais rentável no país, que tiram a credibilidade dos campeonatos.
Isso não significa que não se deva assistir, ou torcer... Só não podemos ser inocentes.
Grande abraço! E Feliz Natal!

Balinha* disse...

Tem juízes que com certeza foram comprados ou torcem pro time que beneficiam, porque é cada roubo que a gente vê.

Prof. Pedro Rangel disse...

Balinha*: Há momentos em que realmente entendemos a existência de falha humana. Afinal, as partidas são rápidas, o juiz tem que estar atento a quase um hectare de ações... Mas realmente há algumas arbitragens que é difícil de conseguir engolir!
Sem falar na famosa "mala branca", usada por clubes com maior poder econômico para influenciar resultados de outros jogos que lhes interessam! É difícil manter a credibilidade!
Grande abraço!

Guilherme Bandeira disse...

Acho válido discutir futebol desde que isso não desvie nosso interesse para outros assuntos. Sou publicitário e tenho que concordar que o dinheiro envolvido em grandes contratos de marketing e propaganda foi o grande responsável pelo fuebol que conhecemos hoje. Sou Flamenguista e tive que ver o "teatrinho" do Fenômeno vestindo a camisa do Corintians. Ele só não foi para o São Paulo por um pequeno motivo, Nike. O Flamengo não tem estrutura para reabilitar nenhum jogador, muito menos Ronaldo. Viva o capitalismo!

www.olhaquemaneiro.com.br

Prof. Pedro Rangel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Prof. Pedro Rangel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Prof. Pedro Rangel disse...

Guilherme
Creio que nenhum clube tem estrutura para reabilitar o Ronaldo! O Corintians comprou-o como mascote, tanto que já está procurando outro jogador para a posição! Você viu a foto do Ronaldo na reapresentação dos jogadores? Ele ainda diz que precisa perder quatro quilos! Hahahahahaha.

Guilherme Bandeira disse...

kkkk...não me parece que esteja perdendo isso não...mas...

www.olhquemaneiro.com.br