segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Índice de pobreza

Há alguns dias Cacequi foi classificada, segundo notícia do jornal Correio do Povo, como o quarto maior índice de pobreza de nosso estado. Não há o que questionar. Quem caminha por nossas ruas e vilas, percebe o fato facilmente. Por curiosidade, resolvi comparar o orçamento previsto nas prefeituras de Porto Alegre e Cacequi (os números não são oficiais, foram tirados de publicações nos meios de comunicação) com o número de habitantes (segundo o IBGE). É interessante observar que a diferença proporcional do valor por habitante, no caso de Porto Alegre e de Cacequi não é tão grande assim. Se as informações divulgadas pelos meios de comunicação, dando conta de um orçamento para 2009 de 20 milhões em Cacequi, estiverem corretas, essa diferença cai para R$ 613,00. Observe o quadro:

Cidade

População (2007)

Orçamento 2008

Valor por pessoa/ano

Porto Alegre

1.420.667 hab.

2.956.000.000,00

2080,71

Cacequi

13.629 hab.

17.000.000,00

1.247,34


Infelizmente, não tenho valores oficiais, mas há que se pensar no assunto. Se Porto Alegre, numa região industrializada, tem um orçamento, proporcionalmente ao número de habitantes, não muito diferente de Cacequi, onde está a grande diferença?

Há muito o que fazer em nosso município. No entanto, não parece que o orçamento seja tão minúsculo assim. Também a situação não é algo que dependa simplesmente da prefeitura, como muitos podem pensar, mas de todos nós, da contribuição que cada um dá para que a desigualdade social diminua (claro que não estou falando em esmolas ou campanhas de doação, que embora amenizem temporariamente o problema, não o resolvem).
Como tenho estado bastante ocupado nos últimos dias, não foi possível fazer uma pesquisa mais completa, com mais cidades, mas assim que possível publicarei aqui os resultados.

Há pessoas de outros municípios que lêem frequentemente meu Blog, peço a ajuda de todos que puderem enviar a população e o orçamento de suas cidades, para que possamos fazer a comparação!

5 comentários:

PPRangel disse...

Caro Professor e Xará, (ainda tem acento?)devido à minha falta de assiduidade ao meu próprio blog, acho que perdi o selo que vc me deu... Ainda há remédio? Como devo proceder?
Abraços suados de fevereiro carioca.

Elaine dos Santos disse...

Pedro, não possuo índices oficiais, penso que eles possam ser encontrados no site da Confedereção Nacional dos Municípios, mas, no Natal, deu-se um fato que demonstra, com clareza, no meu ponto de vista, o empobrecimento da outrora rica Restinga Sêca: vieram 2 ônibus de Bento, 2 ônibus de POA e 1 ônibus da região de Lajeado, todos fretados por restinguenses que abandonaram a terra de Iberê Camargo em busca de oportunidades profissionais. Dias atrás, o prefeito dizia numa emissora de rádio que existe emprego na lavoura do fumo, na manufatura de calçados...pena que ele esqueceu que "estes empregos" não dão carteira assinada, FGTS, férias...a mentalidade é atrasadérrima (e ele foi reeleito!).

FRX disse...

oie teacher, cara quanto mais a gente analisa o brasil e a nossa politica mais nojo e raiva dá.
sabe nãos ei como anda a consciencia dos governantes. pensa comigo:
vc ganha hiper bem, tem dinheiro que não sai do seu bolso pra melhorar a vida das pessoas, e ainda não ajudar ninguem???
porra! quanto mais eu conheço o ser humano mais eu gosto do meu felino!

TEM UM SELO PRA VC LÁ NO BLOG
=D

http://exoticlic.blogspot.com/2009/02/selo-compartilhar-e-legal.html

Leonor Cordeiro disse...

Oi Pedro !
Parabéns pelo blog !!!
Acabei de tirar do meu blog a minha nuvem de tags por ser muito pequena, não enquadrava quase nada. Pode me explicar como você conseguiu a sua?
Vou aguardar as suas explicações.
Grande abraço!

Anônimo disse...

Il semble que vous soyez un expert dans ce domaine, vos remarques sont tres interessantes, merci.

- Daniel